Posts Tagged ‘Twitter’

O bloco dos infográficos

23/03/2011

Passou o Carnaval, a nossa maior festa popular, mas a festa dos infográficos ainda corre solta!

Dessa vez o pessoal da Riot e da Sampa.ad passou o feriadão todo analisando o montão de tweets que brotavam sobre os desfiles, os trios, os blocos e todo aquele clima que a gente já sabe como é.

O resultado é um infográfico sobre os vencedores do Carnaval no quesito festas, musas, cervejas, blocos, escolas, e tudo que acontece em meio a essa paixão nacional.

Clique na imagem para visualizar o infográfico completo.

Via.

Nextel | Tweet pelo rádio

11/02/2011

A Nextel lançou (em versão de testes) o Push to Tweet, um serviço que permite enviar mensagens de voz com duração de um minuto para seus seguidores no Twitter.

O serviço ainda está restrito a usuários dos smartphones Blackberry Curve 8350i e Motorola i1 e que tenham o plano de dados ativado. A notícia boa é que o serviço não tem custo adicional para o usuário.

A iniciativa da Nextel atinge uma base de 250 mil assinantes, mas a abrangência deve subir para 3 milhões de clientes nos próximos meses, quando a empresa planeja ampliar o número de modelos compatíveis com o serviço. Além do Brasil, Argentina, Peru, Chile e México devem aderir ao Push to Tweet ainda este ano.

Outra notícia bom é que a Nextel promete lançar também um serviço de tweets via SMS, lá pra março!

Via.

CCAA | TweetBomb

09/02/2011

A CCAA decidiu criar uma ação bem legal no Twitter, aproveitando o gancho do seu novo comercial estrelado por Bruce Willis.

O TweetBomb foi feito pra você instalar uma bomba no perfil de algum amigo seu, onde ele terá que desarmá-la cortando os fios na ordem, só que as instruções estão em espanhol. O legal, é que fizeram um campo para que a ação vá se espalhando, e assim que você receber, pode mandar de uma maneira rápida para outro amigo.

A ação segue o conceito “Ou você se garante ou a língua derruba você”.

Via.

Twitpic passa a publicar vídeos

09/02/2011

O Twitpic, uma das ferramentas mais famosas para compartilhamento de fotos pelo Twitter, apresentou ontem um novo serviço que vai permitir os usuários a publicar vídeos.

A postagem de vídeos será parecida com a postagem de fotos, e poderá ser feita via smartphone, e-mail ou diretamente pelo site.

A publicação de vídeos na web cresce junto com a popularização da banda larga 3G e dos smartphone. Esse é um dos públicos que o Twitpic vai tentar conquistar com o novo serviço.

E para estrear essa nova função, Noah Everett, o fundador do Twitpic, estreou a função com um vídeo de boas-vindas!

Via.

Blaving | Twitter com voz

03/02/2011

Blaving, o Twitter com voz!

Nada de 140 caracteres! Agora basta falar no seu smartphone ou computador para ter seus comentários compartilhados na web. Essa é a proposta da nova rede social Blaving, criada pela empresa PMovil. O anúncio oficial do serviço acontecerá hoje (3/2) em um evento para a imprensa, em São Paulo.

A plataforma cria uma espécie de “Twitter com voz”, que pode ser utilizado em seu computador ou com o uso de aplicativos para smartphones (iPhone, aparelhos com Android, BlackBerry ou com uso de Java). Mas aqui também tem limitações: você tem dois minutos para dar seu recado.

Na página principal do serviço são mostradas as últimas publicações. Assim como no Twitter, é possível seguir outras pessoas e realizar buscas. No computador ou no celular, basta escolher a opção ‘gravar’, conferir seu depoimento e publicar.

A expectativa da empresa é conquistar 5 milhões de usuários em todo o mundo até o final desse ano.

Vale lembrar que esse não é o primeiro serviço que leva voz ao mundo dos microblogs. o Gengibre, por exemplo, usa do sistema de telefonia para fazer isso desde 2008.

Via.

Mercedes Benz | Corrida movida a tweets

03/02/2011

A Mercedes irá investir alto no Super Bowl desse ano, e pra isso anunciou a “corrida para o grande jogo”, que será a primeira movida a tweets.

A corrida começou ontem, dia 2 de fevereiro, quatro dias antes do tão esperado jogo. São quatro equipes que partem de lugares diferentes (Nova York, Los Angeles, Tampa e Chicago) com destino ao estádio do Cowboys, em Dallas, onde ocorrerá o Super Bowl XLV.

Ganha quem chegar no destino com mais “tweet fuel”, ou seja, gerar a maior média de tweets por milha através do engajamento das pessoas no Twitter. O prêmio é uma Mercedes C-Class Coupe 2012.

Você pode acompanhar a corrida e escolher qual equipe irá ajudar através do Facebook, do perfil @mbtweetracehq e das hashtags específicas para cada time. Também é possível acompanhar quantos pontos cada equipe tem e os últimos tweets no site mbtweetrace.com.

A criação é da Razorfish NY.

Via via.

A força das redes sociais | Caso Brastemp

01/02/2011

Não é assim uma Brastemp...

Alguem aqui ainda duvida do alto poder depositado nas mãos dos consumidores através da internet e, principalmente, das redes sociais? Quem ainda tinha alguma duvida tem mais uma prova do quanto essa ferramenta tem potencial de mobilização: o caso da Brastemp.

No dia 20 de janeiro, Oswaldo Borrelli postou um vídeo no YouTube divulgando sua insatisfação com relação ao atendimento da Brastemp depois de sua geladeira apresentar problemas técnicos. Na última semana o caso começou a se espalhar rapidamente em blogs e no Twitter, com o nome da marca ‘ganhando’ até a segunda colocação nos trending topics global do Twitter. O vídeo, até a hora desta postagem, conta com mais de 162 mil visualizações.

Trending Topics na sexta-feira, dia 28 de janeiro

Diante da repercussão, a empresa procurou o consumidor com o compromisso de ressarcir seus prejuízos com a geladeira, e ainda diz que vai rever sua política de atendimento. Em um comunicado divulgado em seu próprio blog, a Brastemp reconhece suas falhas e afirma ter solucionado o referido caso.

Infelizmente algumas empresas ainda não reconhecem o valor do consumidor, independente da ferramenta de mídia que ele tem na mão. Será que era preciso chegar a esse nível para que a empresa pudesse realmente fazer alguma coisa? Acredito que antes de pensar na repercussão das mídias sociais, que vem sendo cada vez maior, as marcas deveriam se preocupar no atendimento fora do virtual, prevenindo sua difamação em meios de massa.

SigaSeuTime | Temperatura das torcidas no Twitter

31/01/2011

O SigaSeuTime distribui conteúdo sobre os clubes de futebol brasileiros em diversas plataformas, e, como vocês devem imaginar, a principal delas se tornou o Twitter. Hoje o canal conta com cerca de 500 mil usuários.

No Twitter funciona mais ou menos assim: você segue o @SigaCorinthians, por exemplo, e recebe as principais notícias, resultados e até narração em tempo real dos jogos.

Agora eles ficaram mais famosos pelo seu último lançamento: o Tuitômetro. Essa ferramenta pretende medir a temperatura das torcidas no Twitter, mostrando quais são os clubes mais comentados, com base na quantidade de tweets por minuto, tweets por pessoa e total por dia.

Vale a pena notar que tudo muda quando está rolando algum jogo, o que não é o caso do printscreen acima!

Via.

Brasil | O país do Twitter

12/01/2011

Que a presença do Brasil no Twitter é forte todo mundo já sabe, mas agora isso é comprovado por meio de números: um em cada cinco brasileiros que têm internet em casa usa o Twitter pelo menos uma vez por mês.

Só ficamos atrás da Indonésia. O próprio EUA, que lidera o número absoluto de usuários, fica atrás do Brasil. Lá só uma pessoa em cada 10 é twitteira (dados da comScore).

Segundo a pesquisa, significa que somos 5,6 milhões de usuários frequentes no país, mas na realidade somos mais! Isso acontece porque só 28 milhões de brasileiros têm internet em casa. Mais de 40 milhões usam só nas lan houses (e não entraram na conta).

Depois de tanto sucesso, a revista Time fez uma reportagem sobre o tamanho do Twitter no Brasil, tentando explicar o fenômeno. Disseram que “os brasileiros querem mostrar que o país é importante” e que o Twitter “era uma forma de os pobres terem acesso aos seus ídolos”.

Segundo dito na Superinteressante, e considero como a minha opinião também, a razão é mais simples: há 4 anos atrás, quando quase ninguem no mundo sabia o que era rede social, os brasileiros já estavam no Orkut. O resto é consequência!

Via Superinteressante.

#Nissanfail

14/12/2010

A montadora de automóveis Nissan lançou, em novembro deste ano, um concurso no Twitter e no Facebook a fim de premiar com um carro um de seus seguidores.

O concurso Quero o Meu Carrão daria um Nissan Tiida Hatch 1.8 zerinho para o primeiro participante que conseguisse alcançar 44.500 retweets com a frase “Se eu conseguir 44.500 retweets com esse tweet ganho um carrão. http://www.nissan.com.br/queromeucarrao #queromeucarrão”. Outro carro, um Tiida Sedan 1.8, seria dado para quem conseguisse 44.500 “curtir” no Facebook.

Uma meta um tanto quanto alta e difícil de ser alcançada não foi problema para um participante. Em apenas algumas horas, o perfil @tca_oficial (que foi suspenso pelo Twitter por ter invadido contas alheias) chegou ao número e ganhou o prêmio.

O feito despertou atenção de outros concorrentes, principalmente de um grupo de internautas que resolveram aproveitar a campanha para doar o carro para uma ONG do Rio de Janeiro. Investigando os retweets recebidos pela conta, notaram a presença de um script em suas ações, onde invadiram – sem autorização – milhares de contas para retweetar a mensagem.

O pior de tudo é que, ao ler o regulamento, fica claro que a promoção não permitia nenhum tipo de fraude, e a empresa poderia excluir um participante caso houvesse tentativa de burlar o sistema.

Inconformados com o resultado, uma série de internautas iniciaram protestos online, e até a conta @NissanFail foi feita no Twitter. As pessoas que estavam participando ativamente da campanha para entregar o carro para a ONG – e que lideravam a corrida até então – resolveram entrar com uma ação conjunta contra a Nissan.

Em um comunicado publicado no site da empresa, a Nissan informou que incluiu na premiação um segundo carro para a campanha do Twitter, e ainda criou um comitê auditor para avaliar todos os casos e dúvidas que eventualmente venham a ocorrer nas redes sociais – pena que esse comitê não se trata de profissionais especialistas em internet, como o próprio comunicado deles diz, mas sim por perfis populares do Twitter. Fora isso a montadora não deu mais satisfações.

Infelizmente, é a partir de casos como esse que vemos como algumas empresas (mesmo as gigantes) ainda não estão acostumadas com o fato do consumidor ter mais poder de influência do que antes. Esse caso conseguiu sujar, pelo menos por um tempo, a imagem da montadora e da agência que promoveu a ação, já que ambas não conseguiram controlar a situação de um jeito justo e democrático.

Acho que o pessoal da Nissan deveria ler alguns dos nossos posts! Fica a dica: O poder do consumidor na era digital e 12 passos em Mídias Sociais para não sair dos trilhos!

Vi no Olhar Digital.