Posts Tagged ‘guerrilha’

Siga os bêbados

23/03/2011

Essa foi uma ação de guerrilha um pouco pesada feita pela agência McCann Ericsson India para promover o First Floor Bar and Restaurant, um bar situado em Nova Deli.

Como o bar ficava num lugar bem movimentado, mas meio escondido entre tanto comércio, alguma coisa precisava chamar atenção das pessoas que passavam por ali. Para isso, colocaram sete atores se passando por bêbados durante uma semana nos arredores do bar. Eles seguravam placas indicando a direção e quantos metros faltavam para a pessoa chegar lá.

Apesar da ação ter sito bem inusitada, o resultado foi um sucesso! O bar teve um aumento de 62% no número de clientes.

Via.

Omo | Guerrilha limpa

21/03/2011

Em alguns lugares dizem que essa ação ocorreu na Alemanha, em outros que aconteceu nos EUA. Como o lugar não importa muito, vamos ver a ação em si!

A Omo lançou uma campanha bem simples com o conceito do produto de ‘lavar mais branco’. Para isso, a empresa revestiu porta guardanapos em lavadoras, onde o papel simbolizava a roupa, prometendo muito mais branco.

Uma ideia simples que chamou bastante atenção!

Axe | Os anjos caíram

15/03/2011

Lembra da campanha da Axe ‘Até os anjos cairão’? Para dar continuidade a atual campanha para a fragrância Excite, a Axe/Lynx decidiu usar suas angels em realidade aumentada para interagirem com as pessoas.

Essa ação foi feita na estação Victoria, em Londres, onde uma enorme tela que usava a tecnologia de realidade aumentada foi instalada. Quando as pessoas paravam sobre um adesivo no chão, viam a mensagem ‘Look up’ (olhe para cima) e viam que os anjos caiam bem ao seu lado.

Veja as mais diversas reações:

Via.

Hot delivery

11/03/2011

Deliverys são ótimos, mas sempre trazem alguns problemas, e um deles é quando a comida chega fria. Para resolver esse problema com seu produto, a Republic of Chicken, empresa indiana que vende comida por delivery, isolou as caixas de entrega com dupla camada de isolante, o que aumenta em cerca de 60% a retenção do calor.

Para comunicar essa mudança, o pessoal da McCann Erickson, de Nova Deli, criou a “The fire scooter”, onde uma chama de fogo (artificial, claro!) se encontrava embaixo da caixa de entrega da moto, como se tivesse aquecendo a comida.

A ação chamou muita atenção das pessoas na rua, e, além dela, foram distribuídos panfletos com o cardápio, telefone e cupons de desconto.

O resultado final? Além de gerar bastante mídia espontânea em vários veículos de comunicação, a empresa teve um aumento de 45% nos pedido, 57% de novos consumidores e 47% dos cupons de desconto foram resgatados.

Nissan | Um test-drive forçado

11/03/2011

Quem anda gostando das ações agressivas da Nissan vai gostar dessa também!

Depois da operação com foco em donos de Porsche, na Alemanha, a Nissan continua com a sua dinâmica de aumentar o número de test-drives em seus veículos.

O alvo agora foram os motoristas de SUV em Dubai. Para chamar atenção desses caras, foram estacionados os novos modelos Nissan Patrol em lugares públicos, de maneira que bloqueava a saída do carro já estacionado. Quando os motoristas de um desses veículos bloqueados chega ao local, se depara com a chave no Nissan na ignição e com um bilhete dizendo “Desculpe, tive que sair às pressas, fique à vontade para tirar o carro da frente”.

O motorista assume o volante irritado, mas ao entrar no carro tem acesso a todas as funcionalidades e benefícios.

As opiniões ao final da ação foram extremamente positivas e a Nissan conseguiu o que queria: muita gente interessada em seu novo modelo.

Veja abaixo como tudo aconteceu:

Go Fast | Pedalinho turbinado

10/03/2011

Em Amsterdã, o pessoal que passeava tranquilo teve uma surpresa com um pedalinho ‘turbinado’!

Essa ação que ocorreu nos canais de Amsterdã foi feita pela agência Y&R para a bebida energética Go Fast, e teve como objetivo mostrar toda a energia e potência que a bebida pode dar.

Veja só como foi:

Via.

Carimbo nas pernas

25/02/2011

Quando eu vejo essas coisas eu penso que a expressão ‘não têm mais o que inventar‘ é super errada. Têm sim muita coisa pra ser inventada, seja ela boa ou ruim.

Por exemplo, você já viu uma marca carimbada na perna de outra pessoa? Na Nova Zelândia o pessoal já viu!!

Uma ação da Superette, loja de roupas do país, lançou uma ação de guerrilha no mínimo curiosa! Lá os mini shorts estão super na moda, e para explorar isso a agência DDB de Auckland colocou umas plaquinhas nos bancos das praças e dos centros comerciais, onde há um fluxo grande de pessoas.

Depois de sentar do banco durante um tempo, as pessoas que estão vestindo shorts, ou roupas curtas, ficam com as pernas marcadas com a mensagem “Short shorts on-sale Superette” (mini shorts em venda na Superette).

E aí.. o que acharam da ação?

Via.

Ação P&G | Tumulto no Rio

25/11/2010

O resultado obtido pela Procter & Gamble com uma ação de guerrilha nas ruas do Rio de Janeiro, na quarta-feira, dia 24 de novembro, foi um total #fail.

A empresa espalhou algumas caixas de madeira em pontos públicos da cidade, como na Praça Cardeal Acoverde (em Copacabana), no Parque dos Patins (na Lagoa), na Praça General Osório e no Posto Nove (em Ipanema). O que tinha objetivo de chamar atenção, acabou tendo um efeito negativo em meio à onde de violência que vem acontecendo no Rio.

As caixas faziam parte da ação “P&G Provou Gostou Avião do Faustão” (apoio para a promoção da P&G, que acontece em parceria com o programa da Rede Globo), e tinha como ideia mostrar que o Avião do Faustão está tão carregado de prêmios que alguns deles estão até caindo do céu. Porem, por terem sido confundidas com bombas ou outro artefato de risco, as caixas foram explodidas pelo Esquadrão Antibombas da cidade.

Logo que o assunto veio à tona, a P&G divulgou um comunicado no qual assumiu que as caixas faziam parte de sua ação e lamentou o ocorrido, avisando que, por conta dos desdobramentos, suspenderá todas as ações do gênero por tempo indeterminado.

Todo esse ocorrido serve de aprendizado para os profissionais de marketing e promoção, que precisam principalmente se manter atentos para o atual cenário das cidades, considerando qualquer tipo de problema que a ação possa gerar.

No caso específico, além de saber o que estava acontecendo no Rio de Janeiro, deveriam se atentar mais ao tipo de intervenção pública que foi feito: desde o atentado terrorista nos EUA em 2001, pacotes suspeitos já causaram pânico em diversos espaços públicos. Além disso, como a jornalista Claudia Penteado lembra em sua coluna Consumo e Propaganda no IG, um ação similar foi feito em Boston para promover a série de animação Aqua Teen Force, exibida pelo Cartoon Network. Numa certa manhã os moradores de Boston descobriram que mais de 10 dispositivos eletrônicos estavam distribuídos por diversos pontos da cidade, e alertaram as autoridades. Ruas e pontes foram fechadas e linhas de metrô evaduadas durante horas, causando um dos maiores nós que a cidade já viveu. Quando o estrago já estava feito, a polícia descobriu que os dispositivos eram apenas luminosos com a silhueta de um dos personagens da série.

Ações promocionais como interferência urbana não são uma novidade, já que muitas marcas querem gerar um boca-a-boca e fugir das mídias tradicionais. E uma vez disparada, a ação não tem volta. O que a ação da P&G causou foi completamente o contrário do esperado: um enorme boca-a-boca negativo e uma manifestação nas mídias sociais criticando fortemente a ação, o que desencadea protestos também contra o apresentador Fausto Silva e a Rede Globo.

Isso que pode se chamar de uma ação errada no lugar errado.

Getty Images | Ação na Europa

08/11/2010

Getty Images, o maior banco online de imagens do mundo, realizou uma inusitada ação pela Europa.

A empresa selecionou alguns dos lugares mais visitados pelo continente europeu e colocou, de verdade, sua marca d’água. O objetivo era chamar a atenção das pessoas que não usam serviço de compras de fotos online. A marca d’água da Getty Images foi feita de vidro e suspensa nos locais por uma armação de metal, que tinha escrito na base: “All images you can imagine” (Todas as imagens que você pode imaginar).

Na casa do concorrente

01/11/2010

Que tal fazer uma ação de guerrilha na casa do concorrente?

Foi desse modo, um tanto diferente, que a companhia aérea alemã Germanwings resolveu se promover.

Os caras fizeram uma abordagem genial dentro do vôo de um de seus concorrente, a Easy Jet, a 30 mil pés de altitude. Através de placas, uma suposta família se comunicava e mostrava algumas situações desconfortantes da concorrente, mostrando que na Germanwings além de ter um melhor serviço, ainda está com várias tarifas promocionais e sem custo adicional para nada. Criativo, divertido e inteligente.

O vídeo da ação se alastrou pela internet. A criação é da agência Lukas Lindemann Rosink.

Vi no Ypsilon2