Posts Tagged ‘eventos’

Decorando a Árvore de Natal

25/10/2010

O final do ano está chegando, e junto com ele as festividades mais tradicionais, como o Natal.

Decorar uma árvore de natal pode parecer simples, mas para quem quer surpreender ou não sabe por onde começar, apresentarei algumas dicas para facilitar sua vida!

Antes de sair comprando uma árvore, observe em que ambiente ela ficará: se for amplo, a opção é um pinheiro de grande porte; já se o espaço for menor, uma árvore pequena colocada em cima da mesa pode ter a mesma elegância. Definido o espaço disponível, escolhemos se natural ou artificial. Essa escolha deve levar em conta o ambiente em que a árvore ficará. Por exemplo, um local com muitas flores, fica mais bonito e harmonioso com um pinheiro natural.

Depois de comprada, começa a decoração em si de acordo com a proporção da árvore! Se você comprou um pinheiro de grande porte, coloque bolinhas e enfeites de até 15 cm, já se a sua escolha foi uma árvore de mesa, use decorações de no máximo 5 cm. Lembre-se também do local onde a sua árvore vai ficar: se o ambiente for minimalista, faça uma decoração mais simples; se for um local com muitos quadros e outros objetos, use mais adereços.

As cores mais tradicionais são o verde, vermelho e o dourado, mas nada impede que inove e utilize enfeites coloridos como azul, amarelo, branco, prata e o próprio verde de outras tonalidades. Pode-se montar uma árvore de acordo com a personalidade do ambiente, sendo mais colorido ou mais neutro.

Abaixo alguns temas para decoração:

• Árvore de Natal Infantil: desenhos coloridos e recortados, peluches natalícios (Pai Natal, Mãe Natal, bonecos de neve, anjos, renas, flocos de neve, prendas…), imagens de feltro.

• Árvore de Natal Gastronômica: paus de canela, nozes suspensas com fitas natalícias, maçãs pequenas cobertas com brilhantes, bolachas caseiras como as típicas gingerbread (bolachas de gengibre), chocolates, candy canes.

• Árvore de Natal Jardim: borboletas douradas, libélulas verdes, poinsétias miniaturas, azevinho, pinhas, folhas de árvores secas, grinaldas verdes e douradas.

• Árvore de Natal Elegante: cristais transparentes, bolas de vidro, pequenos espelhos, um lustre com velas a servir de estrela no topo, grinalda tipo pérolas.

Trecho do site Eu Decoro

A parte mais difícil é a distribuição dos enfeites e a iluminação. Para se aproximar do efeito desejado, comece colocando a iluminação, seguindo das grinaldas e por fim os ornamentos. Para colocar a iluminação, deve seguir da base para o topo e de dentro para fora, dessa forma, a iluminação fica uniforme. As grinaldas devem ser distribuídas de cima para baixo, aumentando a quantidade á medida que vai se aproximando da base do pinheiro. As grinaldas tipo colar ficam suspensas de ramo em ramo, enquanto as de fita, papel ou alumínio obtêm-se melhor resultado quando drapejadas em volta da árvore.

Não deixe de pendurar ornamentos no interior dos ramos, criando assim profundidade. Os demais enfeites (bolas, estrelas, etc…) podem ser distribuídos uniformemente pelo restante da árvore, respeitando o espaço de cada um. Por último, distribua os ornamentos especiais, normalmente em menos quantidade.

Isso são somente dicas básicas para a decoração da árvore. É claro que a decoração deve estar ligada diretamente com a personalidade das pessoas envolvidas e do ambiente em que ela vai estar. Use e abuse de cores e da criatividade! O mais importante é que as pessoas tenham a sensação de Natal quando próxima dela.

Anúncios

Sugestões para decorar sua festa

08/10/2010

Quer fazer uma festa ou evento e não sabe como decorar? Não precisa entrar em pânico! Com sugestões simples é possível criar e inovar, deixando de lado os costumeiros balões e partir para algo novo.

A decoração depende do tipo de festa que quer dar, os convidados que vai receber e qual sensação quer passar para eles. A idéia é deixar o evento com a cara da proposta!

A entrada deve ser grandiosa, tentando colocar objetos que já façam os convidados identificar o que está aguardando por eles. É legal colocar também uma passadeira vermelha, direcionando os convidados para o salão. E lá dentro o que mais chama a atenção é a mesa principal, portanto ela deve conter os temas da festa.

Se a proposta da festa conter dança, além do espaço ser maior, é importante lembrar da iluminação no local e a colocação de bolas espelhadas, pois dão um chame a mais. Se o local tiver 2 ambientes, pode deixar os espaços separados, e o ambiente fica mais parecido com uma discoteca. E como nem todo mundo é adepto à dança, a opção é criar um bar descontraído com um barmam ou então deixar as bebidas e cada um cria o seu drink – isso depende da faixa etária convidada e não é aconselhável para uma festa de adolescentes!

Caso seja uma festa infantil incluindo os pais, o ideal é separar os ambientes e criar atividades para as crianças como mesas com papéis e lápis, giz de cera, guache para colorir, massinha de modelar e brinquedos. Somente com a supervisão de um adulto as crianças vão se distrair e os adultos também poderão aproveitar a festa. Uma dica importante é adaptar um fraldário no banheiro para facilitar a vida das mamães.

Um tema bastante divertido é fazer a festa baseada em jogos de tabuleiro, cartas, roleta, dominó, dama e outros. Por serem jogos antigos todos vão adorar a idéia. Também é diferente fazer um dia ou noite de cinema e passar filmes que atingem aos convidados. Com um espaço amplo, pode-se colocar um projetor e fazer pipocas e sanduiches, é uma idéia prática e divertida. Outra idéia bacana é criar um espaço multimídia, com impressora, aonde os convidados podem tirar as fotos e já imprimir algumas para trocar, levar de lembrança ou criar telões temáticos com cenários diferentes interagindo com os convidados onde nesse ambiente poderão criar uma nova perspectiva do evento.

Quer decorar um espaço também para os fumantes? Em um local aberto coloque poltronas, puffs e cadeiras, mesmo quem não fuma vai fazer uma pausa e se tomar um pouco de ar fresco.

Com elementos simples é possível criar uma decoração descontraída e trazer uma sensação de bem-estar, transformando o simples em algo bonito e surpreendente!

A Iluminação

17/09/2010

Quando pensamos num evento é importante avaliar a iluminação, principalmente se o evento for filmado ou fotografado (a luz interfere no resultado final).
A iluminação também ajuda a determinar se o evento é formal ou informal. Sendo que, em climas formais, a luz é mais discreta, em tonalidades de branco a amarelo; porém se o clima é informal, pode-se utilizar jogo de cores, atraindo mais o clima de festa.
Em locais fechados, as cores do ambiente e a iluminação devem ter harmonia e trazer equilíbrio. O ideal é que a iluminação possa ser ajustada de acordo com o decorrer do evento, para que não seja perdida a qualidade das fotos ou filmagem.
Atualmente, as pessoas estão deixando de contratar refletores por conta dos fios que acabam ficando espalhados pelo chão, que podem até causar acidentes com os convidados. Já existem equipamentos fotográficos que não tem fiação exposta, funcionando à bateria.
Os tipos de iluminação mais utilizados são:

– Iluminação Ambiente: é a iluminação geral, abrangendo todo o volume. Essa iluminação pode ser criada por apliques ou luzes de teto, sendo que, se vinda de uma única fonte, deve-se espalhar diversos pontos de luz nos ambientes, trazendo conforto ao local;

– Iluminação Pontual: é quando utilizamos a luz para focar um único espaço, como um canto ou um bar, sendo que ao redor o local fica escurecido;

– Iluminação Decorativa: é a iluminação para destacar um objeto, como quadro ou qualquer outro objeto, através de divisórias. Nesse momento pode-se brincar com volumes e texturas;

– Iluminação Funcional: é a que utilizamos para trazer funcionalidade e segurança, não tendo valor estético;

– Iluminação Cinética: é a iluminação com movimento, criada com cores vivas, velas ou fogueira. É a iluminação que traz vida e transforma sensações.

Com esses exemplos, vemos como a iluminação faz muita diferença no evento: além de ajudar a decoração, fotografia e filmagem, traduz a formalidade ou descontração do evento. A iluminação também traz harmonia, calor e bem–estar ao ambiente.

Como escolher o lugar ideal!

03/09/2010

A escolha do local é de extrema importância na realização do evento, levando em consideração o porte que se pretende realizar.

Para auxiliar na escolha de um local devemos saber qual o porte do evento que será programado, saber quais são os recursos que serão utilizados (como projetor, computador, televisão e acesso a internet) e se o local tem esses recursos disponíveis para utilização.

Após pesquisas e pré-seleção dos locais que melhor se adaptam ao perfil do seu evento, se possível faça uma visita ao local, tire suas dúvidas, e verifique a facilidade de acesso, pois em lugares mais distantes ou de difícil localização, há possibilidade das pessoas não comparecerem. Caso o local seja atraente, porém um pouco longe, a alternativa é enviar junto com o convite links com o mapa, apresentar as rotas de acesso, direcionar os pontos de táxi e referências próximas ao local.

Verifique também se as condições de higiene e segurança atendem ao evento, como a quantidade e tamanho dos banheiros (e se eles têm acesso para deficiente físicos), se os extintores de incêndio estão dentro do prazo de validade, carregados e se o alarme está funcionando, se as portas de emergência e as luzes estão funcionando, e o mais importante: se está habilitado e regularizado para esse tipo de atividade.

Outro detalhe importante é verificar se o local é bem posicionado, não sendo próximo às áreas consideradas de risco, com falhas na segurança pública, probabilidade de enchentes e alagamentos, com infra-estrutura deficiente ou outros problemas que podem colocar em situação perigosa os seus convidados.

Caso o evento seja aberto ao ar livre, também é necessário verificar a estrutura do local para abrigar as pessoas em caso de chuva. Dependendo do porte do evento, algumas cidades necessitam de autorização específica para sua realização, e se caso você ache que possa haver barulho demais, verifique se há alguma regra ou restrição quanto a isso, evitando ser surpreendido de última hora.

Esses aspectos são importantes e podem auxiliar na construção de um evento. É importante ser criterioso e ter cuidado nas escolhas para que não ocorra nenhuma situação imprevisível ou de difícil resolução que possa prejudicar. Coloque-se no lugar dos convidados, quanto às expectativas e tente imaginar o resultado final do evento.

O recurso das flores

27/08/2010

Como tenho apresentado, a decoração complementa o evento com a intenção de torná-lo inesquecível, e faz com que os convidados tenham a sensação de alegria e bem estar numa atmosfera de descontração. As flores contribuem com o ambiente em estilos variados e, quando dispostas em um evento, mostra o cuidado na criação para com seus convidados.
As flores interagem com o tema escolhido, e também auxilia na definição do estilo da cerimônia. Acrescentando ao visual suas cores, texturas e aromas diferentes ao ambiente, as flores trazem um chame a mais, pois mesmo com uma decoração simples, com o preenchimento de arranjos pelo salão, pode-se obter um efeito muito bonito e elegante.
Essas arranjos podem ser dispostos tradicionalmente em vasos de vidro, ou se quiser causar um efeito inesperado e criativo, pode-se utilizar recipientes com dimensões variadas – como garrafas de leite antigas ou de vinho – acomodando bouquets de flores ou, dependendo do tamanho do vaso, acomodando solitários bolões. Os arranjos ficam ainda mais bonitos quando acrescentados pedras coloridas e conchas.
Abaixo algumas ideias de estilos de decoração com flores:

– Estilo tradicional/clássico: flores de pétalas grandes e cheias complementadas por gipsófila, folhagens verdes, solidago ou fruta seca, em vasos de vidro, cristal, prata, bronze ou porcelana. Exemplos: rosas, crisântemos, lírios, cravos, gladíolos ou antúrios.

– Estilo contemporâneo: flores exóticas, vistosas e de poucos botões devem ser exibidas em jarros de linhas simples de vidro, metal, aço inox ou pele. Exemplos: jarros, strelitzia (ave do paraíso), antúrios, helicônias e orquídeas, com pouca ou nenhuma folhagem verde, para evidenciar exclusivamente a flor.

– Estilo rústico/country: flores campestres e coloridas são exibidas, de forma charmosa, em recipientes como cestos, vasos de terracota, pequenos baldes, latas ou regadores. Exemplos: gerberas, tulipas, margaridas, dálias, mil-folhas, rosas selvagens, scabiosas, entre outras.

– Estilo romântico: flores suaves e fragrantes em tons pastéis que são casualmente dispostas em vasos de vidro, cristal ou prata. Exemplos: gardénias, rosas, peónias, frésias e alfazema

Fonte: trecho do site Eu Decoro

Aproveitando as estações do ano, há determinados tipos de flores que podem ser encontradas o ano inteiro, porém vale lembrar que na primavera o leque de opções é bem maior. Nos climas quentes abuse das flores coloridas e cores vibrantes e nos climas frios utilize flores com tons quentes, pois tornam o ambiente mais aconchegante.
As flores são uma ótima opção para completar a decoração dos eventos. Verifique no mês do evento quais são as opções de flores disponíveis no mercado e aproveite esse belíssimo recurso natural para enriquecer sua decoração!